• A FARMÁCIA NA VIDA DOS PACIENTES CRÔNICOS

    A FARMÁCIA NA VIDA DOS PACIENTES CRÔNICOS

    No Quero Mais Saúde, em parceria com a Abrafarma, o tema dessa semana é a relação entre os pacientes crônicos e as farmácias e conta com várias dicas do Dr. Wellington Moreira, Chefe de Cardiologia do Hospital Zona Sul de Londrina e ex-docente da Universidade Estadual de Londrina.

    No vídeo, são abordados os temas:

    - O farmacêutico pode ajudar o paciente de doença crônica?

    - Existem horários mais indicados para o paciente crônico tomar certos tipos de medicamentos? 

    - Os medicamentos têm algum tipo de interação química que possa prejudicar o paciente crônico quando são tomados juntos?

    Clique aqui e confira a entrevista.

    Comentários

    • Zelia
      • Zelia
      • outubro 08, 2018 às 12:49

      Zélia Maria Moraes de Almeida Nasceu em 23/04/1974 CPF: 036627917-30 Reside na Av. Dep. Almeida Franco S/N Lt.042 Qd. 107 Olavo Bilac – Duque de Caxias – Rio de Janeiro email: zelialider1@hotmail.com Tel. 21 988514197 *OBJETIVO Fazer parte da equipe desta tão bem conceituada empresa. *Formação Acadêmica Ensino médio completo em Processamento de Dados. *ASB - Auxiliar de Saúde Bucal ABO - Só Riso -Duque de Caxias RJ *Cinco últimas experiências profissionais . Farmácia de Manipulação e Homeopatia Popular (Duque de Caxias) Cargo: Auxiliar Administrativo Período: agosto/2006 à dezembro/2007 . Jodani comércio de Jóias e Acessórios Ltda Cargo: Vendedora Período: março/2008 à maio/2012 .Peça Piloto loja de roupas femininas (Feirão das Malhas) Cargo: Vendedora Período: junho/2012 à junho 2013 . Jovem Brasil Confecções Ltda. Cargo: Vendedora Período: julho/2013 à junho/2014 . Cotton World Tecidos Ltda – ME Cargo: Vendedora Período: julho/2014 à agosto/2015 Outras Informações : Experiência nas funções de telemarketing ativo e Receptivo/ Atendimento direto ao público/ Organizacão de Arquivo e Estoque/ Facilidade na interpretação e execução de tarefas/ Criatividade, Organização, iniciativa e dinamismo/Pontualidade e responsabilidade.

      Responder

    Deixe um comentário